O paradoxo do marketing digital

Última modificação: 2019-01-14 15:07:01

O marketing digital é o novo marco da comunicação, as empresas cada vez mais investem em propagandas, impulsionamentos e digital influencers para vender seus produtos e serviços. O resultado costuma ser imediato e positivo, o que aumenta o interessa por essa forma de se comunicar. Além disso, fazer divulgação online é muito mais barato que fazer offline, permite um acompanhamento em tempo real e interação com os públicos-alvo. Parece perfeito, mas tem pelo menos uma consequência negativa, ajuda a acabar com a mídia tradicional, principalmente a impressa.

Você pode argumentar que é uma consequência dos novos tempos, que a comunicação e o marketing têm que se adaptar. Eu concordo, em partes!

Quando uma empresa quer evidenciar a sua importância institucional e até a validação mais isenta de seus produtos e serviços, costuma apelar para as mídias tradicionais. Artigos e reportagens em grandes revistas e jornais são utilizados inclusive no marketing digital, para atestar a veracidade dessas informações. Esse resultado é conseguido pelo trabalho de assessoria de imprensa e relações públicas como mídia espontânea e costuma ser bastante valorizada pelas empresas e seus concorrentes.

Aí é que está ao paradoxo! A maioria das empresas tem grande interesse em estar na mídia tradicional, mas tirou de seus orçamentos de comunicação e marketing os anúncios nesses veículos, priorizando o marketing digital. Porém, grande parte dos veículos de comunicação sobrevive do departamento comercial e esse movimento está ajudando a acabar com importantes veículos de comunicação no Brasil e o mundo.

Além disso, em tempo de fake news e fácil manipulação de conteúdos na internet, a importância da mídia tradicional, que ainda aplica os fundamentos do bom jornalismo, é cada vez maior.

Flávia Romanelli - jornalista, assessora de imprensa e gestora de mídias digitais.