Monitoramento ambiental e social de 15 mil pecuaristas garante conformidade da cadeia da carne para frigoríficos brasileiros

Última modificação: 2018-10-10 14:47:28

O Brasil vigora entre os maiores produtores e exportadores de carne bovina do mundo e seus consumidores estão de olho nesse mercado. A cobrança por práticas de bem-estar animal e de menores impactos sociais e ambientais são cada vez maiores. Dessa forma, os frigoríficos brasileiros têm investido em mecanismos que atestem as boas práticas de toda a cadeia, desde o produtor, até a carne e outros derivados do boi chegarem ao consumidor final.

 

Detentora dessa tecnologia de monitoramento, a Geoflorestas faz a gestão de toda a cadeia de fornecedores de um frigorífico com base em dados que vão desde localização da propriedade, unidades de conservação, lista de trabalho escravo, áreas de desmatamento e indígenas. “Em cada compra que o frigorífico vai fazer, rastreamos o fornecedor e se tudo estiver dentro da conformidade, damos sinal verde para o negócio. Caso contrário, o produtor fica numa espécie de “quarentena” até estar de acordo com os parâmetros de sustentabilidade legais e de compliance da companhia”, explica Diego Paiva, gerente operacional da Geoflorestas.

 

A base de dados da empresa conta hoje com cerca de 15 mil pecuaristas cadastrados, em todas as regiões do país, que estão sujeitos ao rastreamento caso fechem alguma venda para os frigoríficos que aderiram a essa tecnologia. Paiva lembra que um boi pode passar por várias propriedades até chegar ao abate, desde os processos de cria, recria e engorda. “Por isso é tão importante conseguir rastrear todo esse caminho da matéria-prima até o consumidor final.”

 

O serviço também pode ser oferecido ao produtor de gado que queira atestar a qualidade do seu produto. “Muitas vezes o pecuarista nem sabe que está com alguma inconformidade. Esse é um processo importante até para que ele se adiante e possa sanar qualquer inconsistência e assim seguir normalmente com a negociação de seus animais com os frigoríficos”, recomenda o gerente.

 

Na prática

 

A Marfrig Global Foods, segunda maior companhia de carne bovina do mundo, é cliente do serviço de rastreamento da Geoflorestas. A sustentabilidade é um dos pilares de atuação da Marfrig, que é pioneira na condução do monitoramento geoespacial de seus fornecedores de animais para abate. De acordo com a Marfrig, para a manutenção desse pioneirismo e tendo assumido, desde 2009, o Compromisso Público da Pecuária na Amazônia (no qual se comprometeu a não adquirir animais oriundos de áreas de desmatamento, unidades de conservação ou  terras indígenas) é necessário que o sistema de monitoramento geoespacial seja bastante preciso e consistente, o que, tem conseguido com o Programa Renovar. “Isso porque nos permite realizar o controle e gestão das informações das áreas das propriedades e os dados cadastrais do produtor, de forma que possamos manter o cumprimento integral do compromisso assumido e garantir a procedência e qualidade dos animais provenientes do bioma Amazônia.”

 

Segundo a Marfrig, a evolução de novas ferramentas de análise geoespacial de áreas tem elevado os patamares de complexidade no assunto, além de novos stakeholders demandando mais detalhes sobre controles referentes ao monitoramento do desmatamento na Amazônia, principalmente na atividade pecuária. “Tudo isso gera uma necessidade de customização, adequação de análises, utilização de tecnologias e metodologias atualizadas, e principalmente padronização nos processos, o que a Geoflorestas tem nos oferecido por meio de um trabalho sério, consistente e adequado a nossas demandas.”

 

Programa Renovar

 

Trata-se de uma assessoria completa para certificações e análises de risco socioambiental nas principais cadeias de custódia do agronegócio - soja, cana-de-açúcar e pecuária de corte. São definidas e estruturadas informações consistentes sobre a área das propriedades, dados cadastrais do produtor e evidências de produção, a fim de garantir um processo claro e consistente das ferramentas de gestão da produção, armazenamento, processamento e distribuição.

Lançado em 2011, o programa já mapeou no Brasil e na Argentina cerca de 20 milhões de hectares de biomassa, além de mais de 100 mil fazendas com áreas de produção de alimentos.

 

Geoflorestas

 

A Geoflorestas disponibiliza aos seus clientes uma ampla oferta de soluções por meio de consultoria e serviços nas áreas ambientais e de geoprocessamento com foco no uso da inteligência geográfica e de gestão territorial direcionados ao atendimento à requisitos legais e comerciais. As ferramentas cumprem as exigências do Código Florestal Brasileiro, análises de riscos e oportunidades socioambientais, rastreabilidade de produtos e cadeias de fornecimento responsável da agroindústria nacional e internacional, bem como, de protocolos de certificação para exportação de commodities, atuando em todos os elos das cadeias.

 

A empresa é referência na implantação do Código Florestal Brasileiro, principalmente nos assuntos relacionados ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), Programa de Regularização Ambiental (PRA) e Compensações Ambientais para a regularização ambiental de imóveis rurais em todo o país com déficit de Reserva Legal (RL). Também atua em restauração ecológica de áreas degradadas, principalmente as Áreas de Preservação Permanente (APP) e seu geomonitoramento remoto com base em imagens de alta resolução.