Notícias

Em um ano, a adoção de plataformas e canais digitais cresceu de 36% para 46% dos agricultores brasileiros

13 abril 2021

O uso de canais e plataformas digitais cresceu bastante e está cada vez mais presente na jornada de decisão dos agricultores de todas as regiões do país, é o que aponta a edição 2021 da pesquisa “A mente do agricultor brasileiro na era digital”, realizada pela McKinsey & Company. De acordo com o levantamento feito com cerca de 600 agricultores, a preferência por esses canais passou de 36% para 46% dos produtores, em 12 meses.

Dos produtores ouvidos, metade deles está disposta a experimentar essas novas tecnologias com base em um modelo de negócio onde os ganhos de custo e/ou produtividade são compartilhados e vinculados ao desempenho da solução. Esse cenário comprova a performance do Farmbox, software de gestão de propriedades rurais, que teve um aumento de 35% na sua base ativa de clientes em 2020.

O Farmbox é uma plataforma completa de gestão de fazendas, que compila dados e informações de campo como: estoques de insumos; mapas de infestação de pragas; frequência de monitoramento de cada talhão; agenda de aplicações; pluviometria; previsão de colheita e de custos de produção, de produtividade e rentabilidade total ou por talhão, entre outros, para o planejamento completo de cada safra.

Resultados

O Grupo Ouro Verde produz soja e milho em Mato Grosso e é cliente do Farmbox há dois anos. De acordo com a coordenadora de gestão agrícola do Grupo, Mariana Silva (foto), o Farmbox tornou-se uma ferramenta essencial para um bom desenvolvimento e planejamento de gestão no campo. “Me ajuda a programar e alinhar as atividades das pessoas que estão na fazenda, tanto com a data de aplicação como a de monitoramento e também o retorno do lançamento do trabalho deles, para eu poder fazer as análises e saber como está a fazenda mesmo quando não estou presente”, explica.

Mariana conta que antes fazia a gestão com planilhas, mas não conseguia ver e saber exatamente o que estava acontecendo em tempo real. “Eu planejo a semana, daí hoje se o pessoal não sincronizar as informações no final do dia, eu vou saber que aconteceu alguma coisa na fazenda e o time não rodou. Antigamente com as planilhas eu não conseguia saber isso porque não tinha acesso a essas informações estando longe, então era bem desafiador.”

A coordenadora ressalta também que os históricos dos talhões são muito importantes, pois é possível comparar com as safras anteriores. “Por exemplo, com o atraso de chuva para o plantio em setembro eu consegui comparar com o setembro do ano passado. Na colheita desse ano que teve muita chuva, consegui comparar com o mesmo período do ano passado. Esse ano também tive alteração em alguns produtos de manejo e eu entrava no talhão do ano passado e pegava fotos e comparava com as fotos desse ano e muitos outros diversos dados”, orienta Mariana.

O retorno do investimento no Farmbox é certo. “Eu recomendo a ferramenta para todo produtor preocupado com gestão. Evitar e prever problemas, além de conseguir agir o mais rápido possível, é fundamental para garantir a rentabilidade das fazendas.”

Outras notícias

Koppert integra iniciativa parceiros da A.B.E.L.H.A.

Koppert integra iniciativa parceiros da A.B.E.L.H.A.

A relação harmoniosa do controle biológico com os polinizadores naturais é o melhor exemplo de sinergia entre a produção agrícola e conservação da biodiversidade. Com base nessa premissa, a Koppert Brasil integra a iniciativa parceiros da A.B.E.L.H.A., da Associação...