Notícias

Startup desenvolve equipamento com tecnologia nacional para avaliação de árvores e madeira

23 novembro 2020

Árvores com ocos ou zonas internas deterioradas trazem inúmeros prejuízos para a silvicultura. Nas cidades, quedas de árvores geram perdas materiais como destruição de carros, postes, fios elétricos, residências e até mesmo ocasionam mortes em casos mais graves. No setor da construção, o uso de madeira sem a avaliação de suas propriedades pode ocasionar desde projetos mal executados e com uso excessivo de material até acidentes com estruturas. Para evitar esse cenário, é necessário fazer o monitoramento constante da qualidade das árvores e da madeira, com equipamentos que permitam menor subjetividade na avaliação de risco de queda de árvores e na classificação mecânica A Agricef, startup brasileira de soluções para o agronegócio, desenvolveu o USLab, primeiro equipamento de ultrassom idealizado e fabricado no Brasil para esse fim.

O equipamento é portátil e apto para uso em inspeções de árvores e classificação de peças de madeira, e permite, ainda, classificar e acompanhar a evolução de propriedades da madeira a partir de medições em árvores em pé, que podem ser de grande importância para o setor florestal. O USLab foi desenvolvido em parceria com a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e já teve oito unidades comercializadas, inclusive para a Europa.

Dentre as vantagens da tecnologia brasileira estão: é mais barata que as similares importadas e foi desenvolvida considerando-se as características de espécies de árvores mais comuns no país. Além disso, trata-se de equipamento fácil de transportar, e com bateria que lhe dá autonomia de uso durante várias horas, permitindo uso em florestas ou locais onde não há energia disponível. Essas características o tornam adequado para ser utilizado em campo ou laboratório, podendo substituir ou complementar o uso de equipamentos de grande porte e de custo muito superior. “Com o USLab é possível detectar a existência e extensão de ocos e zonas deterioradas em árvores vivas, toras ou estruturas, além de permitir classificar a madeira conforme a norma técnica NBR 15521, que estabelece diretrizes para a classificação da madeira por ultrassom”, explica Guilherme Cerri, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Agricef.

De acordo com a professora da Unicamp, Raquel Gonçalves, que orientou a equipe que desenvolveu o aparelho, o USLab é um equipamento baseado em propagação de ondas longitudinais de ultrassom. “Ele permite mensurar o tempo que o pulso mecânico demorou para percorrer o material. Durante a propagação, o pulso mecânico excita o material, que reage a essa ação segundo suas propriedades. Essa reação interfere no tempo de propagação da onda e tem relação, principalmente, com a rigidez do material sob inspeção, podendo também ter seu resultado correlacionado com propriedades de resistência, homogeneidade e deteriorações.”

A professora salienta ainda que o desenvolvimento de tecnologia nacional é importante para qualquer país, pois permite aos pesquisadores grande aprendizado durante o processo e, aos usuários, melhores condições de pós-venda e até mesmo de adaptações do produto, uma vez que há proximidade e interesses comuns. “O setor florestal brasileiro é carente de tecnologia e o apoio a empresas nacionais, principalmente startups, é de fundamental importância”, destaca Raquel.

Agricef

 A Agricef foi fundada em 2005, na incubadora da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) com o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas e inovadoras para a agricultura. Atualmente, está situada em Paulínia (SP), onde conta com laboratórios, equipamentos e profissionais especializados no desenvolvimento de produtos e processos que possam aprimorar e otimizar a produção agrícola, mas mantendo o espírito pioneiro das startups, elaborando grandes projetos, com agilidade e contato estreito com seus clientes.

A Agricef é startup residente do Pulse, hub de inovação da Raízen, e do AgriHub, do Sistema Famato, em Mato Grosso, e associada da Esalqtec – Incubadora Tecnológica da Esalq/USP e da Inova Unicamp.

Além de oferecer um portfólio de produtos e serviços, especializados nos setores sucroenergético, florestal e de estações experimentais, o grande diferencial da Agricef é criar soluções customizadas para seus clientes, de acordo com necessidades e demandas específicas.

Outras notícias